segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Umbanda de Aruanda: humildade, amor, fé e caridade


   Oi!
   A postagem de hoje é diferente vou falar sobre um pouco sobre a umbanda, uma das minhas religiões porque tenho a Nação= Batuque Riograndense, se fosse dizer apenas as duas em uma palavra paganista (pagã moderna, porque nunca irei conseguir cultuar a Nação como os escravos, assim como nem eles mesmo nos quilombos não conseguiram como os antepassados lá na África). Sobre a Nação, falo em outro post, porque esse daqui vai ficar muito grande e botar quebra nele, assim só lê quem quiser.

   A umbanda se formalizou por volta de 100 anos atrás por Zélio Moraes, porém ela existia um pouco antes disso e recebia um outro nome, agora não me lembro, mas Zélio era kardecista e foi quem recebeu o Caboclo que o ensinou como seria a nova religião brasileira, por isso dentre os diversos tipos de umbandas existe uma certa influência do kardecismo na umbanda.
  As regras da umbanda são: humildade,amor e caridade, e acrescentei fé, porque alguns irmãos se perdem nesse caminho, que é bem difícil, a maioria é testado constantemente. Numa sessão de umbanda é fundamental roupa branca, a minha mesmo é camisa básica e uma saia que mandei fazer junto com uma calça de tecido grosso porém ambos bem simples, por quê isso? os caboclos,pretos velhos, criançada(cosminhos), boiadeiros, e até ciganos, malandragem, exu e pombo giras- porque muitos pensam que essas linhagens adoram luxo, mas não, são apenas nós, seres humanos que somos vaidosos- eles não se importam com a roupa que vestimos, apenas com o fundamento.

Essas perguntas vou responder baseado em um modo geral e baseadas na minha casa que é de umbanda traçada ou seja tem tambor e pontos.



O que é o tal fundamento?
   O fundamento é o firmamento de pensamento(bate a cabeça), as ervas,defumação, os filhos saberem cantar os pontos, não ir apenas sentindo aquilo "Eu tenho que ir", seguir a cartilha de quem está em desenvolvimento: ficar 24 horas antes da sessão sem comer carne,consumir, bebidas alcoólicas, sem fazer sexo,e antes da sessão o banho de ervas(isso até para o pai de santo), as velas.

Os exus e pombo giras são do mal?
  Não, não dentro da umbanda. Porém existe alguns tipos de quimbandas que alguns trabalham para mal(prejudicar o outro).

Qual o sentido das imagens de santos católicos dentro das casas, se a umbanda surgiu no período pós escravatura?
   Na umbanda de linha, e na de mesa (a do Pai Zélio de Moraes) elas receberam um pouco dessa influência kardecista que meio católica. Nas outras elas ficaram como representações das vibrações dos orixás, por exemplo, Santa Barbara não é Iansã, ela apenas representa a vibração dela, assim como Jesus não é Oxalá, mas chegou na vibração dele. Na casa onde frequento não existe imagens católicas, assim como existem outras que não tem.

Médiuns encorporam orixás?
    Não na umbanda. O que chega mais próximo são os caboclos.

Por quê os preto velhos fumam?
   Porque o tabaco é algo energético para eles, e usado as vezes em passes,limpezas, os exus e pombos giras quando fumam também são para limpezas do ambiente, assim como o álcool é para limpeza e fornecimento de energia, se o médium parecer uma chaminé ou pinguço é porque não tem nada ali só a matéria ou é espírito zombeteiro, então é bom ir embora daquela casa.

Qual a função dos pretos velhos na umbanda?
  Eles são os médicos e mandigueiros da umbanda, além dos passes e limpezas astrais, conselheiros, são excelentes para isso, se ele não te der conselho e só te ouvir pode ter certeza que ele sabe que você já sabe a resposta, mas não quer ver ainda, e também dão puxões de orelha quando preciso.

Os pretos velhos foram escravos?
   Alguns sim, porém outros nas suas vidas aqui na Terra nem se quer foram negros, alguns foram até europeus e asiáticos, mas escolheram essa roupagem fluídica.

Quem são os caboclos e a função deles?
   Os caboclos são aqueles que chegam na vibração de um orixá, como as Juremas vibração de Oxossi , e alguns santos católicos que são usado para simbolizar essa vibração. A maioria lembra muito os índios por serem de ervas, frutas e flores, eles sempre indicam para evitar os vícios e excessos, e são muito bons para quem está em reabilitação de algum vício. Também executam passes,rezas, conselhos e puxões de orelha.

Os cosminhos/criançada qual a função deles?
   São os pequenos grandes trabalhadores da umbanda, pequenos por terem aparência e jeito de criança, mas eles trabalham e muito no astral, ajudando a realizar nossos sonhos e coisas imediatas junto aos guias(caboclos).

Por quê alguns cosminhos são muito travessos?
   Alguns são mais quietos e silenciosos, já outros querem duas chupetas, pulam de um lado para o outro, e até brigam com outro deles. Seriam como as crianças encarnadas, eu lembro que sempre fui muito quieta, já algumas primas minhas eram de subir em árvore, pegar fruta no quintal alheio.

O que fazem os exus e pombo giras?
   Eles são os mensageiros dos orixás, alguns são policiais no astral, e vão nas partes mais densas fiscalizar o que alguns espíritos sombrios/zombeteiros tramam, atuam na liberação de algumas coisas, uns são guardiões (tipo um anjo da guarda), atuam nas limpezas astrais, uns são feiticeiros, e tem uns que são tudo isso junto.

Exu e pombo gira pode chegar em sessão de umbanda?
   Pode chegar por convite do pai de santo dono da casa para fazer uma limpeza energética no final da sessão, ou ele vim porque tinha de ir para passar algum recado, afinal eles também são mensageiros dos orixás.

Exus e pombo giras foram vagabundos e prostitutas?
    Alguns sim outros não. Alguns tiveram vidas boêmias, algumas foram prostitutas em vidas, porém é aquilo é saber analisar a história, sempre que um te contar a história de vida dele é porque confia em você e quer te passar uma mensagem, porque a maioria não teve apenas duas vidas encarnados as vezes teve várias, e escolhe uma para contar, alguns até se abrem mais e contam duas ou três história.

Exus e Pombo giras só chegam a noite?
   Não, eles chegam a qualquer hora do dia, desde que seja para trabalhar.

Por quê não incorporar em casa(residência)?
  Porque o médium emite uma energia, que pode atrair outros espíritos em busca de luz e ficar ali nele, de carona, sugando energia, ou um zombeteiro ocupar o aparelho(médium), e na casa de religião se isso ocorrer vai ter pelo menos o pai/mãe menor/pequena para socorrer e ajudar, além do fator de que pode ficar energias negativas.

Devo trabalhar mesmo a mediunidade?
   Isso é uma escolha sua, as vezes no astral nos comprometemos a fazer tal coisa como no caso da mediunidade(num caso mais aflorado), e óbvio que aqui esquecemos isso, assim como esquecemos de outras coisas. Se você a tem e está com medo ou não tem tempo, fique tranquila/o porque quando estiver bem e no momento Eles te entenderam e sabem esperar.

Quem são os malandros?
   São as típicas imagens do Seu Zé Pilintra, Mari Navalha/Navalhada, Zé Pretinho, Zé Camisa Preta, e outros. Malandragem eles trabalham na segurança física(evitando assaltos e outras violências tanto nas residências e comércios) e financeira. É uma linha que admiro muito e tenho muito respeito. Seu Zé Pilintra é conhecido com grande doutor, por seu baita conhecimento e entende muito de medicina alternativa(holística,ervas,massoterapia e outras) pode chegar na própria gira de malandros, de preto velho, de caboclo, de boiadeiro, e exu, também vai no catimbó e jurema sagrada, mas nas giras ele chega na vibração daquelas entidades, ex.: se é de preto velho na vibração de preto velho, um Zé, que dance menos, e as vezes até curvado.

Como saber meu orixá?
  Só no jogo de búzios pessoalmente, não acreditem nesses virtuais, e se for procure um de confiança, se possível indicado por um amigo, ou em grupos de religiões afros.

Existe sacrifício na umbanda?
   Não, só alguns cortes para exus e pombo giras, mas são corte de galinha, que a carne deve ser aproveitada, e deve ser feito com cuidado e evitar que dure horas para o animal não sofrer muito, e coisa de apenas 1 galinha ou pombo, para não virar carnificina e com longos intervalos coisa de no mínimo cada ano. As outras linhas são ervas,flores, e frutos, coisas que pode ser consumido ou devolvido a natureza. Na casa onde vou, só é feito corte a cada 2 anos, e mesmo assim só depois do exu se demonstrar cuidar do aparelho dele, ou seja um firmamento. Existem casas que é só nas ervas e frutas para tudo até exus.

Espero ter ajudado.
Beijos

12 comentários:

  1. ~respeitando a sua religiao ~
    mas li de madruga e fiquei com um pouco de medo :v
    obrigadao por esclarecer linda *--*

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante esse post e definitivamente esclarecedor. Eu não tenho uma religião específica, mas me identifico muito com o espiritismo e tenho tentando entender melhor sobre as "linhagens" dele e aprender um pouco mais.

    Bjks e boas entradas em 2015!

    Tita

    http://mundodelatita.blogspot.com
    http://instagram.com/mundodelatita
    http://facebook.com/facebook.com/pages/Mundo-de-la-Tita/418313061658844

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada.
      Mesmo para ateísmo ou ceticismo, e/ou outras religiões, acho que aprender sobre uma religião nunca é demais.
      Obrigada boas entradas para você também em 2015.
      Beijos.

      Excluir
    2. Infelizmente não consigo visitar seu blog, porque ele fica com janela que só sai se tiver facebook e instagram, como não tenho nenhum deles não poderei visitar.
      Beijos.

      Excluir
  3. Ah , minha família é espirita, mas acredita em Umolu ,por que meu vô é da umbanda e também acredita. Eu até acreditava um pouco, pesquisei sobre o assunto uma época. Na verdade sobre Hoodu Voodu de New Orleans , que por sinal é muito divertido, mas me deu no saco, EPICAMENTE. Bando de hipócrita mentiroso ,minha família. Meu avô se diz grande médium, mas me impediu de entrar na casa dele por que não queria deixar o molestador do meu pai entrar em casa. E minhas tias queriam mandar em mim, dizendo ''Não é bom, minha nega, ''Eles'' não gostam'' .
    Ah, se foder também . Se '''Eles''' quisessem falar comigo, falariam COMIGO, não com um bando de capacho de minha mãe, ou com as ignorantes das minhas tias, que acham que temos que servir os homens e não podemos jogar tarot e... Ai. Detesto, sério . Acho super legal que você acredite, menos medo de morrer, mas já me deu no saco essas coisas sabe ? Se algum dia aparecer algo de verdade, tipo Exú pedindo bala no meu quarto, super virei te contar.
    Mas aqui vai uma diversão . No Hoodu Vooodu, Se você enterrar um pote de mel no pé de uma árvore(Não sei se tem dia certo) , Iansã (? não tenho certeza, faz tempo que lí, e tava em inglês) , e pedir com um papel anexado e em cinzas pra ela te deixar ,bonita, magra, whatever, ela atende seu pedido . Tem um orixá ai que atende em menos de 15 dias(Iemanjá ?).Mas também não lembro dele. Ogum , o Guerreiro, gosta de sangue, por isso mulher menstruada não pode fazer coisas pra ele nos dias D. É algo interessante, pelo menos como cultura. Procure esse livro, sobre Voodu Haitiano , ou de New Orleans. Vai achar bastante curiosidades, e coisas que batem com as tradições umbandistas.
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. * por que Eu não queria deixar*

      Excluir
    2. Muito obrigada pela visita e pela a dica. Aqui tem Nação, que logo deixarei meu orixá nascer. Tem umas coisas bem parecidas, tem um ritual que não posso falar aqui abertamente, mas é para Bará( aqui no sul ele é chamado assim, mas no resto do país é orixá Exú) eu o amo, depois do meu babá Oxalá, mulheres que tem o ciclo da vida, mesmo eu que faço supressão não posso chegar perto, porque por Ele ser um orixá do oposto pode me deixar infértil, só homens e mulheres na menor pausa podem chegar perto, já existe rito de Iansã e Obá que só mulheres ficam perto, e nenhum homem participa.
      Não sei se conhece a Nação= Batuque Riograndense, ela até que é bem parecida com o que ocorre la na África, a minha Jeje-Ijexá, e na Nigéria, ainda tem coisas parecidas, porém aqui temos um certo luxo com as nossas roupas se for compara diretamente com o que ocorre lá.
      Omolu é demais,ele é muito lindo, já tive a chance de o ver num batuque, na verdade já consegui rezar e dançar com todos nos batuques.
      Adoro seus post, e acho muito inteligente. Caso um dia queira conversar comigo deixo meu email rubiyoung90@gmail.com
      Beijos.

      Excluir
  4. No post anterior eu comentei q nao entendia nada sobre isso , mas agora to começando a compreender. Apesar de não acreditar em nada que envolva religião , Deus ou deuses ,eu acho bonito , principalmente pq sua religião ~pode chamar assim?~ gira em torno da humildade, fé , amor e caridade. Acho q independente de religião essas 4 coisas deveriam ser os pontos mais importantes a serem seguidos por cada um de nós. interessante. muito interessante. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode sim chamar de religião.
      Infelizmente essas características estão sendo abandonadas, talvez por causa da correria do dia a dia, ou necessidades materiais que a sociedade planta na nossa cabeça, antes de comprar eu penso e penso e penso de novo.
      Porém no mundo da Ana, não esquecemos da humildade, amor e nem da caridade, estamos sempre ouvindo(lendo) umas as outras. A caridade nem sempre é ir a tal lugar e doar um valor x, mas mesmo que eu não tenha dinheiro é saber ouvir o próximo, e doar o que tenho de bom que pode ser amor, uma palavra que faça a pessoa ter fé(não no modo religioso, mas no modo dela acreditar em si mesma) uma roupa que não uso, e etc.
      Beijos.

      Excluir
  5. Perto da minha casa tem uma casa de Umbanda, a senhora que cuida desta casa, eu chamo de mãezinha ;)
    Tenho tanto carinho por aquela mulher, quando vou lá me sinto tão bem, vc nem pode imaginar!
    As pessoas da Umbanda que eu conheço são amáveis e pacíficas, meu falecido avô era casado com uma mulher desta religião e infelizmente ela sofreu retaliações por puro preconceito da minha família 40 anos a fio.
    Gostei muito do post, isso aqui é cultura brasileira, lembro-me que meu colégio era de freira mas uma vez por ano eles nos levavam nas cassas de Umbanda para que compreendêssemos a história e a importância das raízes afrodescendentes.

    Eu ganhei do meu Príncipe um Evangelho Segundo o Espiritismo e eu li e gostei muito, já sobre Umbanda quando pesquiso acho tantas coisas que a minha mente costuma dar nó, então gosto quando tenho esclarecimentos de uma pessoa de dentro dessa religião, me encanta!

    Ah tem um blog de ouro que vc vai amar!
    Sabe aqueles discos de vinil que vc não acha mais com aquelas músicas mais antigas e tal?
    Pois vc pode baixar todos os discos neste link, baixei um de Iemanjá muito bonito, pode olhar o blog inteiro é todo bom:

    http://discosdeumbanda.blogspot.com.br

    Saudades da voz de quem?
    Clara Nunes!
    "Oxum estava na beira do rio, colhendo lírios pro seu congá..."

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Anita, é que existe tantos tipos de umbanda, eu só conheço 6, 5 superficialmente e 1 mais por dentro que a minha umbanda traçada, além de que cada casa tem um jeito, se você for em outra casa de umbanda, você pode traços bem diferentes, o Caboclo Ogum Megê que planta bananeira ao bater cabeça(na minha casa ele sempre faz isso), já em outras eles doutrinam para não fazer isso. Lá na minha até que eles ficam soltos, o que é um Caboclo, Preto velho ou Orixá(na Nação) comparadas com nós meros mortais.
    Até que lia bastante, mas vejo que numa aprendi bem mais.
    Adoro a saudosa Clara Nunes e amei o site, tem os bastante pontos tradicionais de antiga.
    Tem uma Oxum que também.
    "Aieieu oxum aleroa aieieu até eu xerebabá
    É ondina a rainha das águas
    É ondina ela é nossa mãe e alode pra coroa de ogum
    Aieieu oxum oxum aieieu"
    Beijos.

    ResponderExcluir